9 de dez de 2010

Das dores, ou, sobre os renascimentos

Não há mudança sem dor;

é semelhante a um parto, não se corta o cordão umbilical sem choro.

Só não sofre aqueles que já estão mortos.

2 comentários:

  1. Verdade, e como mudar dói.
    Ás vezes até do que é nocivo é doloroso se livrar.

    Beijo,

    Belo texto!

    ResponderExcluir