20 de jul de 2010

Aos amigos de hoje e de sempre


Amigos. Criaturas atemporais, pouco importa se datam de alguns meses ou algumas décadas. O que importa é o que se sente, o que se vive, sobretudo, o que é vivido em conjunto, quase que em comunhão com eles

Amigos podem ser parecidos conosco ou o nosso oposto. Podem ser loucos, caretas, inteligentes, preguiçosos, divertidos, irritantes, ou tudo isso ao mesmo tempo. Mas são eles que amamos, com amor fraternal e muitas vezes eterno. Foi por eles que compramos brigas, tomamos as dores e nos alegramos com as suas vitórias. É pra eles que queremos contar as nossas vitórias, e com eles chorar as nossas dores.

Amigos de verdade não precisam pedir desculpa, não precisam ter hora certa pra ligar, nem estarem fisicamente sempre presentes. Amigos de verdade se entendem pelo olhar, pra que palavras? Se reconhecem pelo tom da voz, e também suportam a distância e a falta de contanto, pois quando se (re)encontram basta um abraço pra perceberem que apesar de quase tudo ter mudado, a amizade permanece. A amizade não precisa de lógica, na era da Internet alguns amigos foram conhecidos pela web, e algumas amizades sinceras foram (e são) iniciadas e mantidas através dela.

Amigos são uma extensão de nossa de família, isso quando não passam a fazer parte dela e um dos nossos maiores presentes.


Aos meus amigos novos e antigos, próximos ou meio distantes, virtuais ou não, o meu: Feliz dia do amigo, e obrigado por estarem comigo. E abaixo um dos textos mais belos, sobre a amizade que eu já li, e desde então guardo comigo:


Loucos e santos

Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.
Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.
Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.
Deles não quero resposta, quero meu avesso.
Que me tragam dúvidas e angústias e aguentem o que há de pior em mim.
Para isso, só sendo louco.
Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.
Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.
Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria.
Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.
Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.
Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.
Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.
Não quero amigos adultos nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice!
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa.
Tenho amigos para saber quem eu sou.
Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.


Oscar Wilde


6 comentários:

  1. Esse texto do Wilde é belissimo! E que bom poder comemorar esse dia do amigo contigo... que sejamos amigos, pela blogsfera, ou quem sabe, saiamos do virtual um dia... Abçs!

    ResponderExcluir
  2. Tens msn? orkut? Mande-me, se desejares, claro, o link pelo meu email, está no blog! Uma boa noite!

    ResponderExcluir
  3. Teu blog é singelo, porém bastante intenso! gostei do teor, da forma como você expoe teu mundo particular...parabéns, te sigo!

    ResponderExcluir
  4. Oi Carlos, tudo bem?
    Menino, que lindo texto, rs
    Eu escolhi essa imagem tbm para um cartaz que fiz pra pôr na livraria, sobre o dia do amigo. O texto foi um de Vinícius de Moraes lindo.
    Eu estou bem sim, com muito frio, aqui tá marcando 18° agora, rs
    Mas adoro o frio, rs.
    Feliz dia do amigo atrasado, rs Apesar de que o que vale é a intenção, além do mais todos os dias, é dia do amigo, rs.
    Abraços menino

    ResponderExcluir
  5. Oi Carlos, tudo bem?
    Menino, é meio duvidoso né? Na Bahia marcar até 7°, rsrsrs.
    Lindo mesmo o texto e a imagem, achei super massa, repetindo isso, kkkkk
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Wilde me conquistou com a sua Balada.
    Lindo texto.

    Abraços,

    ResponderExcluir