31 de jan de 2010

A quem possa interessar!


Ás vezes nos deparamos com pessoas que infelizmente não são dignas nem ao menos de um certo desprezo. Podemos apenas soltar um sonoro e delicioso – FODA-SE. Virar a cara e ir embora com um sorriso no rosto; sorriso porque essa categoria de gente não estraga mais o meu dia e nem piora o meu humor. Deleto e desprezo. A indiferença é o melhor dos remédios para que esse tipo de gente.

Se elas passarão dias falando mal de mim, sinceramente não me importo; se despertei o seu ódio, também não; e a opinião que elas terão de mim não interferirá em nada no meu caminho. Até porque enquanto elas gastarão o seu preciso tempo, me odiando ou falando mal de mim, ou ainda querendo descobrir o que fiz ou deixei de fazer para enfim se divertirem com meu fracasso ou invejarem meu sucesso; eu estarei concentrado em seguir minha vida, gastando meu precioso tempo com as pessoas que eu amo e que também me amam, que são com quem eu realmente me importo e em busca da minha felicidade e de tudo aquilo que almejar.

E caso cruzem os meus caminhos essas tais pessoas que ainda perdem tempo ao me detestarem ou invejarem, simplesmente nas as perceberei, pois sempre reparo no que há de belo e importante pra ser visto. E quando passo a ignorar uma pessoa o faço realmente e acabo esquecendo a sua pobre e decadente fisionomia. E espero que não me venha com a maldita falsidade que impera atualmente, risinho e apelidos carinhosos daqueles que por trás me detonam, eu não suporto e como a sinceridade quase suicida é uma das minhas principais características serei obrigado a deixar a educação de lado e dizer algumas boas verdades(e nisso eu sou bom, ou melhor ótimo).


Nenhum comentário:

Postar um comentário