11 de ago de 2011

Em dias de chuva também visto vermelho, coloco meu bloco na rua, ouço rock and roll, sambo até meus pés se desfazerem na água, canto um blues ou um funk, dou bom dia ao padeiro, vejo uma rosa nascer, sorrio, choro, sobrevivo aos dias de chuva, como aos de sol, eles são sempre os mesmos quem muda sou eu. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário