15 de dez de 2012

olhos nos olhos

gosto de olho no olho. eles sempre dizem muita coisa. às vezes, insistem em desmentir o que a boca diz ser verdade. outras, nem é necessário qualquer palavra. é através deles que reconheço que a sua dor é um pouco minha também. esse brilho triste também já foi meu e se apagou. e essa esperança que o preenche de uma cor tão densa é a mesma que me vez estar aqui até agora. olhando-te. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário