7 de mar de 2010

And the Oscar goes to...

Hoje é noite de Oscar, o prêmio mais cobiçado, apesar de não ser o mais “justo” (digamos), da indústria do cinema.

E por um instante lembrei-me de quando criança sempre que assistia o início da entrega dos prêmios, pois obviamente não agüentava até o fim e capotava de sono antes, no dia seguinte imagina como seria se um dia eu ganhasse uma estatuazinha dourada e confesso que treinava em frente ao espelho meu discurso de agradecimento numa sequência de fonemas irreconhecíveis que eu julgava ser o inglês. Não riam, pois crianças fazem coisas do arco da velha e também tenho certeza absoluta que não fui o único a fazer isso.

Hoje assisto apenas por gostar mesmo da premiação, da festa do glamour e juro que no dia seguinte eu não treino mais nada, apesar de que se o fizesse agora pelo menos o inglês seria o verdadeiro.

O que vale é a torcida e a desculpa pra comer pipoca tarde da noite. Sem contar que ainda dá pra falar mal de mais de meia dúzia de estrelas que foram mal vestidas ou ainda daqueles que cometeram alguma gafe.

Esse ano apesar da quantidade de filmes indicados a categoria de melhor filme (dez ao todo) curiosamente não torço por nenhum em especial, o que ganhar ganhou; em compensação na categoria de melhor atriz, dúvida cruel para quem torcer: Meryl Streep, a grande estrela e uma das minhas atrizes favoritas da vida, ou Sandra Bullock ou ainda Gaboury Sidibe que apesar de ser uma estreante fez um trabalho lindíssimo; para atriz coadjuvante tá fácil, espero e tenho quase certeza que quem ganha é Mo’nique; e para ator, ah para ator, toda a torcida do mundo para Colin Firth.

Bem agora é só esperar por mais tarde é ver o que vai acontecer...

Nenhum comentário:

Postar um comentário