17 de jul de 2016

Sobre a tranquilidade

Não adianta livro de autoajuda, conselho de amigo, desabafos intermináveis por horas no telefone. Às vezes, nem terapia, reza brava, banho de ervas resolve. Há angústias e tristeza que vão embora numa noite qualquer, quando você está largado na cama com o seu pior moletom. Como se um sino soasse e um capítulo novo pudesse escritor naquela madrugada, sem que a borda da página ficasse manchada de lágrimas. Não há segredo, há tempo. Ele que tudo cura, ameniza ou tranquiliza. Ele que nos faz ter certeza que só poderíamos perder o que um dia foi nosso. Caso contrário não foi perda, mas outra coisa qualquer... 



Imagem: http://img.mindbodygreen.com/image/upload/c_limit,w_738,f_auto/ftr/ChantingOMYoga660.jpg

2 comentários:

  1. Ah, essas fases da vida!
    Às vezes tudo anda ruim, outras vezes, pior ainda.
    Mas passa.

    Beijão.

    ResponderExcluir