31 de mai de 2012

quase uma "trilha sonora de amor perdido"


L.

Nos primeiros acordes eu reconheci a música. Lembrei-me de um tempo e, sobretudo, de você. No fundo, você e eu, sempre precisamos de "um pouco de atenção". Aquela época era tudo tão novo, eram “dias tão estranhos". Podíamos até não saber quem éramos, mas já sabíamos “do que (ou de quem) não gostávamos”. Quando cantarolávamos as músicas da Legião, eu sempre cantava mais baixo, para te ouvir melhor... até silenciar por completo e deixa você cantando até o fim. Não sabíamos nem mesmo nomear o nó na garganta que aquelas letras nos causavam. Era angústia, mas não a tínhamos provado em grandes doses, então era impossível nomear. Hoje, a letra foi um soco no meu estômago. Veio o nó na garganta. Eu percebi que o tempo passou, deu saudade daquela época, de ti, de todos. Eu chorei. Por você, por mim, por nós. Por tudo o que aconteceu. Você não está mais aqui pra ver "aonde eu cheguei", não foi muito longe, mas enfim, foi o que deu pra arranjar, por enquanto. Já envelheci quase dez anos. Muito mais que as semanas em que "nossas vidas se encontraram" e vivemos aquele "sonho bom", apesar de tudo. Você dizia que daria certo. Eu, realmente, espero que sim. Espero que até onde deu,  tudo tenha saído como você esperava, ou desejava. E, se um dia "nossas vidas se encontrarem", nos divertiremos outra vez. 

2 comentários:

  1. O bom é ser eterno enquanto dure...
    Um grande bj

    ResponderExcluir
  2. Sei bem como as coisas lembram os bons momentos. Principalmente musicas, fotos, escritos. O que foi bom sempre fica, nunca se vai por completo.
    Abraços. E você sumiu esses dias né. Um, até breve.

    ResponderExcluir