23 de mai de 2015

Porque eu não consigo escrever sobre você

B. 

Me faz atravessar com o sinal vermelho, 
mas permanece no mesmo lado na calçada.
Acaba com muitas das minhas tentativas de ser romântico, 
mas me deixa rendido com uma frase de cinco palavras.
Está sempre trabalhando nos sábado à noite, 
mas tem me proporcionado as melhores quartas, sextas ou domingos do ano.
É meio louco e não se preocupa com as convenções de tempo, 
mas essa sua loucura combina tanto comigo.
Fica tímido facilmente e a cara vermelha, quase roxa, entrega isso, 
mas sabe exatamente o que dizer para que eu me sinta o cara mais sortudo do mundo. 
Deveria morar mais perto, 
mas está sempre tão presente que isso virou um detalhe. 
Eu não sei porque não consigo escrever sobre você,
mas sei que não quero escrever sobre outra pessoa.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário